Notícias

'O vírus é muito agressivo', diz vereador bolsonarista de BH após 13 dias internado com a covid-19

Por Redação, 03/04/2020 às 14:27
atualizado em: 03/04/2020 às 19:12

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Karoline Barreto/CMBH
Karoline Barreto/CMBH

O vereador de Belo Horizonte Jair Di Gregório (PSD) deixou nesta sexta-feira o hospital em que ficou internado por 13 dias, na região Centro-Sul da cidade. O parlamentar teve complicações após contrair o novo coronavírus e diz que a doença, ao contrário do que muitos afirmam, é extremamente grave.

Gregório foi tratado com um coquetel de antibióticos associado a cloroquina, medicamento que tem indicação para doenças como lúpus, malária e artrite e foi testado com sucesso em alguns pacientes com o coronavírus. Ele pondera que o tratamento com o remédio é muito agressivo ao organismo e necessita monitoramento hospitalar.

“Eles me colocaram numa ala que reservaram perto dos CTIs (Centros de Terapia Intensiva), porque o remédio pode provocar o aumento do coração, os batimentos cardíacos podem ser modificados, ele pode fazer uma parada nos rins”, diz.

O vereador alerta àqueles que integram o grupo de risco da doença. “O vírus é muito agressivo, principalmente em quem está nesse grupo de pessoas vulneráveis, que é o meu caso, porque eu tenho diabetes. O meu pulmão ficou muito comprometido e, segundo os médicos, eu estarei deixando agora o hospital, porém vou precisar de mais uns 15 dias em casa isolado, para poder recuperar e cicatrizar o pulmão”, afirma.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    ⚽️ Jogador afirmou não guardar mágoa do Cruzeiro e disse que tem amigos no clube celeste.

    Acessar Link